Enxaquecas

A enxaqueca é uma condição clínica configurada por vários graus de dores internas na cabeça. Por vezes uma dor no pescoço ou na zona cervical é também interpretada como enxaqueca. A enxaqueca resulta da pressão exercida por vasos sanguíneos dilatados no tecido nervoso cerebral subjacente. 


As cefaleias podem ser primárias ou secundárias. As primárias são o foco principal como a enxaqueca, a cefaleia do tipo tensional, a cefaleia em salvas;. Estas tem características próprias e a recorrência da dor é a principal manifestação da doença. As cefaleias secundárias são dores de cabeça como sintoma de outras doenças como infecções (sinusites, meningites), traumas, tumores cerebrais, aneurismas, alterações metabólicas e hormonais.


A enxaqueca é uma doença multifatorial, várias são as causas conhecidas pela medicina. A soma de fatores genéticos, ambientais (cigarro, poluição, variação climática, odores de perfumes e produtos químicos), hormonais, comportamentais (alto grau de exigência, oscilação do humor, irritabilidade, ansiedade, depressão), sono (dormir muito, dormir pouco) compõem os aspectos mais importantes.

 

Existem mitos como a enxaqueca ser causada por problemas do fígado, que não são cientificamente comprovados.


Vários são os tratamentos para prevenir e tratar as enxaquecas. Dentre ele os principais é eliminar os fatores que desencadeiam o processo de dor como o estresse, uso abusivo de álcool, passar longos períodos sem alimentação, reeducar a postura, corrigir possíveis alterações na articulação têmporo-mandibular e ter um bom controle hormonal.